BDSM é uma sigla que se refere à uma série de comportamentos eróticos, sensoriais e de relacionamento entre adultos, com uma característica bastante interessante: uma diferença negociada de autoridade entre duas ou mais pessoas. Sim, são jogos e relações previamente negociadas em que uma pessoa (chamada de bottom) dá autoridade a um outro (chamado de Top) para que esse outro a restrinja (com algemas, cordas, etc), a disciplina (jogos de punição), aja como se fosse uma autoridade a ser respeitada e a qual se deve obedecer, a provoque estímulos que podem ou não ser dolorosos (penas para cócegas, cera quente, chicotes, etc). Mas para que isso se dê de forma saudável e não abusiva, algumas questões têm que ser levadas em consideração.


NEGOCIAÇÃO E ACORDO

Antes da brincadeira (ou relação) começar, é necessário uma conversa extensa para se definir o que pode ou não acontecer. Pode-se querer apanhar com um chicote, mas sem tratar o outro como se esse fosse uma autoridade. Ou pode-se querer receber ordens, mas não sentir dor e nem apanhar mesmo de levinho. As possibilidades e fantasias são infinitas. E só quando os parceiros entram em acordo sobre o que se quer viver aí sim o jogo começa.


LIMITES FLEXÍVEIS E RÍGIDOS

Na conversa em que os parceiros estão negociando, também são estabelecidos os limites, ou seja, aquilo que um dos parceiros (ou os dois) não quer que aconteça. Existem os limites rígidos, que são aqueles que não se quer flexibilizar de jeito nenhum. Basicamente são as atividades que não desejamos de forma alguma que ocorra. Mas também existem os limites flexíveis, que são atividades que não são nosso foco, mas que estamos abertos a experimentar ou topar de vez em quando.


PALAVRA DE SEGURANÇA

Conhecida como "safe-word" no exterior, é uma palavra que a pessoa que se submete irá dizer quando quiser parar o que está acontecendo. Ela pode ser dita quando a pessoa deixou de se sentir bem física ou emocionalmente com a brincadeira. Como "ai, não!", "ai que dor!" e outras expressões de dor e desconforto podem fazer parte da brincadeira, essa palavra geralmente não tem nada a ver com o contexto ("abacaxi", por exemplo). Um sistema comum de palavra de segurança é a de semáforo, com as palavras "amarelo" e "vermelho". "Amarelo" indica que o Top pode continuar, desde que pegue um pouco mais leve e verifique qual desconforto o bottom está sentido. "Vermelho" indica que o que está acontecendo ali deve parar imediatamente. 


CUIDADO PÓS SESSÃO

Conhecido como aftercare, é um momento em que o Top cuida do bottom. Esses cuidados podem ser físico, como oferecer água, comida ou um lugar confortável para ficar, mas também podem (e devem) ser psicológicos, com acolhimento, carinho, conversa e o que for necessário para a pessoa que se submeteu se sentir valorizada. Esse momento é importantíssimo para que se delimite o que é jogo e o que é realidade.