Quem te conhece melhor, o Facebook ou sua família?

por | abr 27, 2017 | Facebook, psicologia, Rede Social

Julgar a personalidade de alguém é uma atividade sociocognitiva importantíssima. Um estudo recente comparou a precisão com que computadores e humanos fazem isto e obteve um restultado interessante.

“O Facebook e outros ambientes digitais se tornaram uma parte tão importante da vida humana que não podemos deixar de estuda-los”

MICHAL KOSINSKI

O estudo, que contou com 86.200 voluntários, concluiu que com apenas 10 likes no Facebook o algoritmo te conhece melhor que um companheiro de trabalho. Com 70, ele te conhecerá melhor que um amigo. Com 150 melhor que sua família e com 300, melhor que seu esposo ou esposa.

Os algoritmos eram melhores que humanos em predizer estilos de vida, atitudes políticas, uso de substâncias e até mesmo saúde. Em alguns casos chegaram a superar a própria auto-avaliação dos participante da pesquisa. A conclusão é que os algoritmos baseados em curtidas no Facebook são mais precisos do que pessoas. As máquinas têm a vantagem de guardar uma quantidade enorme de informação e conseguir cruzar milhões de dados em centésimos de segundo por meio de algoritmos consistentes. Porém, a percepção humana consegue ser mais flexível e trabalhar com dicas subconscientes que não estão disponíveis para as máquinas.

“Quando comeci a estudar isto, há 4 ou 5 anos, os acadêmicos achavam que era pura perda de tempo”

MICHAL KOSINSKI